Clínica Progredir - Fisioterapia e Reabilitação - neurológica, geriátrica, reeducação postural global, aulas de pilates, ortopédica, respiratória, pediátrica, desportiva

A importância da fisioterapia no tratamento de ruptura de ligamento

Rupturas e estiramentos ligamentares são lesões comuns na área da saúde, e podem acontecer tanto com atletas profissionais de alto nível quanto com pessoas comuns em lesões do dia a dia. Diante desse quadro, a fisioterapia pode ser um tratamento para esses casos.

Os ligamentos são estruturas não muito elásticas, mas resistentes. Eles unem dois ou mais ossos do corpo, estabilizando e protegendo nossas articulações.

Quando começar a fisioterapia?

A fisioterapia pode ser iniciada logo após a ruptura do ligamento e o tratamento deve ser progressivo e diário, até que o indivíduo se recupere. A duração das sessões pode variar de 45 minutos a uma ou duas horas, dependendo do tratamento escolhido pelo fisioterapeuta ou dos recursos disponíveis.

Tratamento conservador

Na reabilitação, o fisioterapeuta estipula quais resultados devem ser atingidos durante todo o  processo, seja no pós-lesão ou pós-operatório de reconstrução do ligamento. A realização de sessões de fisioterapia, inclusive antes da cirurgia, é muito importante.

Em um tratamento conservador se estabelece a fisioterapia logo depois da fase aguda, com o propósito de recuperar o arco de equilíbrio e movimento, além de normalizar a marcha e fortalecer a musculatura.

Em casos como esse não é possível restaurar totalmente o ligamento, pois ele tem pouca capacidade de cicatrização, mas é possível restabelecer a sua função.

Dependendo do nível de atividade e do ligamento rompido, a melhor solução pode ser a cirurgia para reconstruir o trajeto da estrutura por meio de enxerto. Essa é a escolha mais adequada e comum para atletas e pessoas mais ativas fisicamente, ou até mesmo em casos de muita instabilidade articular. Seja antes ou depois da operação, a fisioterapia é essencial.

Como o tratamento é realizado?

O tratamento a partir da fisioterapia vai levar em conta, além da idade do paciente, se ele apresenta outros problemas no local machucado. A fisioterapia pode acontecer por meio do uso de aparelhos, exercícios de mobilização articular, alongamento e de fortalecimento dos músculos, principalmente para garantir a estabilidade desta articulação e o retorno das atividades diárias.

Na Clínica Progredir oferecemos tratamentos como eletroterapia, terapia manual, fortalecimento e alongamento muscular através da Fisioterapia Ortopédica.